Mercado Imobiliário

Como funciona o seguro fiança no aluguel do seu imóvel

Encontrar o imóvel do jeito que você quer, naquele lugar especial, perto de tudo, é uma alegria.  Saber que há empresas sérias que se propõem a garantir seu aluguel, um alívio. A contratação do seguro aluguel caiu de vez no gosto de proprietários e inquilinos e, há mais de uma década, chegou para ficar. Depois dessa facilidade, a locação de imóveis tornou-se livre de constrangimentos — tudo é tratado com profissionalismo.

Quer saber mais sobre como funciona o seguro fiança no aluguel? Então, acompanhe este post que preparamos especialmente para você. Vamos lá?

O fim do fiador e da caução

Pouco aceitas na atualidade por proprietários e imobiliárias, estas modalidades de garantia locatícia estão cada dia mais em desuso. O seguro locação é mais bem aceito por quem aluga imóveis, sejam residenciais ou comerciais. Isso acontece em função dos benefícios e garantias que proporciona a locadores e locatários.

O cálculo do seguro aluguel

Diretamente relacionado à ficha cadastral do locador e dos riscos apresentados na locação, o preço do seguro aluguel varia de caso a caso. Para você ter uma ideia do que irá pagar pelo serviço, deve-se levar em consideração que serão utilizados para efeito de cálculo, o valor do aluguel, as despesas de moradia como água, luz, IPTU e gás encanado (quando houver), entre outros elementos.

Os principais documentos para contratação do seguro aluguel

As seguradoras exigem o preenchimento de um cadastro com os dados de todos os futuros moradores do imóvel. Além disso, costumam pedir também os documentos a seguir:

  • CPF e RG;

  • Imposto de Renda.

  • cópia da carteira de trabalho;

  • último holerite;

  • extratos bancários completos dos últimos três meses.

Em alguns casos — por exemplo, quando o locador é funcionário público, beneficiário do INSS ou profissional liberal —, as seguradoras pedem ainda outros tipos de documentos que comprovem renda.

Quando o locatário pretende alugar uma casa, imóvel comercial ou apartamento usando seguro aluguel, e tem um contrato de aluguel em andamento, as seguradoras pedem os três últimos recibos de aluguel, acompanhados da cópia do contrato de locação.

A opção de parcelamento representa uma vantagem a mais — o custo da contratação do seguro aluguel pode ser parcelado de quatro a doze vezes, dependendo da empresa que se contrata. Uma ótima notícia, já que mudar de endereço é dispendioso.

O passo a passo do seguro aluguel

A contratação do seguro aluguel prevê o cumprimento das seguintes etapas:

  • 1. Entrega dos documentos do locatário e demais pessoas que ocuparão o imóvel;

  • 2. Análise cadastral;

  • 3. Cálculo do valor total a ser segurado e precificação do seguro;

  • 4. Assinatura do contrato de locação;

  • 5. Emissão da apólice.

É importante saber que as seguradoras exigem que a renda do locatário seja igual ou superior ao valor de três aluguéis do imóvel escolhido. A empresa também leva em conta as demais despesas mensais relacionadas à moradia, para calcular se o locatário possui renda suficiente para realizar a contratação.

Além de saber como funciona o seguro fiança para aluguel de imóveis, é interessante estar por dentro da ampla aceitação dessa garantia locatícia — o seguro fiança já ocupa posição de destaque entre as garantias praticadas no país. Segundo dados do SECOVI, o sindicato do setor de habitação que atua no do Estado de São Paulo, nada menos que 20,5% de todas as locações são feitas utilizando-a.

Já podemos perceber, inclusive, grande parte das imobiliárias e proprietários de imóveis aceitando exclusivamente essa modalidade de garantia para firmar contratos de locação. Vale saber também que coberturas adicionais podem ser inclusas, como as feitas para assegurar danos ao imóvel, por exemplo.

E então, preparado para fazer seu seguro aluguel? Tem outras dúvidas ou sugestões sobre o assunto? Já passou por esse processo? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência com a gente!

 
Você deve gostar também
Por que devo contratar um corretor de imóveis?
Vale a pena pagar aluguel?
Consórcio ou financiamento imobiliário: qual o melhor?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web