Mercado Imobiliário

Investir em imóveis: 4 dicas para quem quer começar

Vivemos em busca de novas maneiras de aplicar nosso dinheiro e garantir uma vida mais segura e confortável para nós mesmos e para as pessoas que amamos. Em linhas gerais, como nós brasileiros não temos muita educação financeira, nos atemos a poucas formas de investimento e isso pode ser um erro.

Para fugir da baixa rentabilidade da poupança, muita gente pensa em comprar propriedades. O momento é altamente propício para isso, mas poucas pessoas sabem quais são os primeiros passos que precisam ser dados.

Quer descobrir as melhores dicas para quem quer começar a investir em imóveis? Então confira a lista que preparamos para você!

1. Invista em imóveis na planta

Investir em imóveis na planta é uma excelente dica para quem quer começar a fazer esse tipo de aplicação. Além de virem com garantia pela construtora, acabamentos modernos e instalações novas, as unidades possuem as partes elétricas e hidráulicas em perfeito estado, o que é ótimo para quem ainda não entende tão bem do assunto.

Além disso, o valor é consideravelmente mais baixo do que o praticado para imóveis prontos, chegando a descontos de até 50%. Dessa maneira, a margem de lucro desse tipo de investimento é elevadíssima, cabendo a você apenas optar por uma construtora de confiança no mercado e que já possua outros empreendimentos imobiliários do mesmo gênero concluídos com sucesso.

2. Fique de olho nos usados

Se por um lado investir em imóveis na planta é um excelente negócio, por outro lado você pode achar boas oportunidades nos usados se tiver olhos bem atentos. Essa alternativa exige um pouco mais de cuidado com as instalações, pois muitos prédios e casas de décadas passadas não foram projetados para receber tantos artigos eletrônicos ou suas tubulações podem não estar de acordo com as normas vigentes atuais. 

Se for o caso, peça ajuda profissional para um engenheiro, um arquiteto ou até mesmo um corretor de confiança. Lembre-se de analisar também a documentação, pois alguns proprietários antigos podem ter pendências nessa área.

3. Pesquise imóveis remanescentes

Os imóveis remanescentes são uma grande tendência para quem quer investir na crise, pois as incorporadoras oferecem boas condições para esse tipo de propriedade.

Se há algum tempo bastava fazer um lançamento atraente que em poucas semanas as unidades já estavam esgotadas, agora o medo de gastar dinheiro fez com que algumas casas ou apartamentos sobrassem nesses empreendimentos. Por essa razão, o comprador atento ao mercado pode conseguir excelentes descontos e facilidades no pagamento, lidando diretamente com a construtora.   

4. Adquira terrenos ou lotes

Terrenos são reconhecidamente uma ótima maneira de investir em imóveis, pois costumam ser grandes geradores de riqueza. Eles também são a alternativa favorita de quem não tem muito dinheiro em caixa, pois são muito mais baratos que casas ou apartamentos.

Comprar lotes no entorno de grandes centros é a melhor pedida, pois isso é sinônimo de valorização garantida no longo prazo, uma vez que os municípios brasileiros estão se expandindo horizontalmente em um ritmo bastante acelerado.

Essas são as 4 melhores dicas para quem quer começar a investir em imóveis. Gostou de conhecê-las? Quer receber mais conteúdo como esse? Então assine nossa newsletter e leia nossos posts em primeira mão!

Você deve gostar também
Por que devo contratar um corretor de imóveis?
Vale a pena pagar aluguel?
Consórcio ou financiamento imobiliário: qual o melhor?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web