Mercado Imobiliário

Quando o consórcio imobiliário vale a pena?

A necessidade ou a oportunidade para se fazer um bom negócio no mercado imobiliário nem sempre coincide com a disponibilidade de capital, o que não significa que a pessoa tenha que desistir da aquisição. Para as situações como essas existem os financiamentos bancários, por exemplo. Contudo, mesmo para esses casos, a pessoa precisa ter alguma reserva financeira, necessária para dar uma entrada, considerando que os bancos não financiam 100% do imóvel. Como alternativa, é possível recorrer ao consórcio imobiliário, que cria a possibilidade da aquisição do imóvel, mesmo sem a existência de uma economia prévia.

Porém, é preciso saber quando o consórcio imobiliário vale a pena de fato, o que vamos analisar nesse post. Confira!

O que é o consórcio imobiliário?

Semelhante ao consórcio de um veículo, o consórcio imobiliário é o sistema de compra pelo qual um grupo de pessoas forma uma espécie de poupança conjunta, que tem a finalidade específica de aquisição de um imóvel. Por meio dele, o bem pode ser recebido nas assembleias, a partir de sorteios, por lances, ou no final do prazo total do pagamento. Em qualquer dos casos, quando o consorciado é contemplado, ele recebe uma carta de crédito, que pode representar 100% do valor do imóvel que ele deseja comprar ou somente parte do que irá adquirir.

Vantagens sobre os financiamentos

A grande vantagem do consórcio sobre as variedades de financiamentos disponíveis é que sobre ele não há cobrança de juros. Além do valor que será acumulado para a compra do imóvel, há apenas a cobrança adicional de uma taxa de administração, que varia de acordo com a administradora, de um valor que é utilizado na formação de um fundo de reserva e de um seguro. Todo o restante das prestações que são pagas mês a mês é acumulado para a aquisição do imóvel desejado.

Ainda, é preciso considerar que, como o consórcio libera uma carta de crédito, que é o mesmo que dinheiro vivo, isso significa que o consorciado terá o mesmo poder de compra que o de uma pessoa que dispõe do capital necessário para o investimento, o que aumenta a capacidade de negociação.

Outra vantagem está na possibilidade de, na negociação ou por escolha, a pessoa adquirir um imóvel com valor menor do que o inicialmente considerado. Assim, o restante da carta de crédito poderá ser utilizado no pagamento da taxa de transferência, de impostos ou mesmo na decoração do imóvel adquirido.

Como vantagem adicional, cabe considerar que, de acordo com a disponibilidade financeira que o comprador tiver, ele também pode optar por entrar em um grupo em andamento, o que abreviará o recebimento do imóvel, mesmo se não forem dado lances ou se não houver sorteio.

Desvantagens do consórcio

Se a pessoa não dispuser de um montante suficiente para dar um lance vencedor, ela deverá contar com a sorte para receber o imóvel por sorteio ou então terá que esperar pelo recebimento apenas no encerramento do grupo, que pode durar entre 10 e 15 anos. Ou seja, nesse período, se o consorciado não possuir outro imóvel próprio, ele terá que arcar com os custos de um aluguel, juntamente com os valores das parcelas do consórcio Além disso, considerando o prazo de duração do consórcio, é muito provável que nesse intervalo de tempo o imóvel desejado tenha aumentado de preço, o que exigirá uma complementação do valor, caso o comprador não queira se contentar com um imóvel de padrão inferior ao que inicialmente havia planejado.

Então, quando o consórcio imobiliário vale a pena?

Considerando as vantagens e desvantagens da aquisição de um imóvel via consórcio, fica fácil concluir que o sistema vale a pena para quem não tem urgência para receber o bem e pode esperar o tempo que for necessário para que o grupo se encerre. Por outro lado, se você precisa de um imóvel para logo e não quer contar com a sorte, talvez valha mais a pena pensar em outra modalidade de compra ou acumular dinheiro suficiente para dar um lance vencedor.

Se você quer saber mais sobre consórcios imobiliários, deixe aqui o seu comentário. Teremos prazer em ajudar!

Você deve gostar também
Por que devo contratar um corretor de imóveis?
Vale a pena pagar aluguel?
Consórcio ou financiamento imobiliário: qual o melhor?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web