Mercado Imobiliário

Tudo que você precisa saber sobre financiamento imobiliário

A decisão de adquirir um imóvel é sempre algo muito importante para qualquer pessoa ou família. E, para dar esse passo sem nenhum obstáculo ou preocupação, é necessário se aprofundar no assunto e conhecer os detalhes de todos os procedimento e exigências, principalmente se for preciso fazer fazer um Financiamento Imobiliário.

Tenha cautela e, neste caso, evite dar passos maiores que as possibilidades. Vá à procura de imóveis de acordo com suas condições financeiras, que possam realmente caber na renda da família, para evitar problemas futuros. Invista tempo para organizar suas contas e definir um valor que faça sentido, dentro da sua realidade.  

Muitas vezes o financiamento é a única maneira de conseguir a aquisição do imóvel, porém, esse empréstimo normalmente será em longo prazo, uma vez que o banco fará o pagamento à vista ao proprietário, e o comprador pagará a entrada e o restante em parcelas com juros. Vale destacar que, quanto maior o valor que se dá na entrada, menor serão a quantidade de parcelas ou, até mesmo, o seu valor total.

Cuidados importantes na hora do financiamento

A partir do momento que você já tomou a decisão da compra, é importante estar atento a diversos detalhes e providências a serem tomadas, como, por exemplo, pesquisar bancos, pois as taxas oscilam entre um e outro; fazer simulações de créditos, para ter uma prévia das parcelas e providenciar todos os documentos necessários.

Alternativas disponíveis no mercado

As duas formas são reajustadas pela inflação anualmente.

Parcelas com valor fixo (Tabela Price)

Nesse caso, o comprador pagará um valor fixo nas parcelas do financiamento até o final do contrato.

Sistema de amortização constante (SAC)

As parcelas diminuem com o passar do tempo, de maneira gradual. Ou seja, normalmente é feito um pagamento maior nos primeiros anos e esse valor vai diminuindo mês a mês. Esse costuma ser mais vantajoso e apresentar um valor total menor no final do contrato.

Cálculo do empréstimo

O valor que o banco libera para o financiamento imobiliário depende de alguns fatores, como o valor do imóvel, se é novo ou usado, a cidade e a renda do comprador.

Já as parcelas são calculadas de acordo com o valor total financiado, prazo de pagamento e o tipo do financiamento escolhido (SAC ou Price).

Documentações necessárias para o crédito financeiro

Algumas documentações podem variar de acordo com o banco escolhido, mas, de maneira geral, existem algumas exigências que são mais comuns, como:

  • CPF e RG – Cópia Simples do casal

  • Certidão de nascimento, no caso de ser solteiro, ou de casamento

  • Comprovante de residência – conta fixa (telefone, luz, água, gás) do mês atual

  • Comprovante de renda (3 meses de holerite ou extrato bancário)

  • Carteira de Trabalho (CTPS)

  • Imposte de Renda do último exercício

  • Proposta de Financiamento e opção de compra e venda com todos os campos preenchidos e assinatura com firma reconhecida.

  • DPS (Declaração Pessoal de Saúde) – Validade de 180 dias.

O financiamento costuma ser pago durante muitos anos, por isso, quanto mais puder pesquisar e se preparar, melhor! Antes de fazer qualquer escolha, fique atento às condições e exigências de cada banco e avalie o que é mais adequado para as suas necessidades e seu perfil.

Agora que você já sabe sobre as medidas a serem tomadas para realizar seu financiamento, você está mais seguro para efetuar a compra? Que tal compartilhar esse artigo com outras pessoas que tenham interesse? Aproveite também para deixar seus comentários e impressões a respeito de financiamentos imobiliários.

 

Você deve gostar também
Por que devo contratar um corretor de imóveis?
Vale a pena pagar aluguel?
Consórcio ou financiamento imobiliário: qual o melhor?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web